Vazio

8 04 2010

É duro não  ter mais,

Não saber mais,

Não sentir mais.

É duro não o ver mais,

Nem ouvi-lo falar;

É duro chegar lá sentir

O imenso vazio na sala.

-E dentro de mim.

Onde será que está

Aquela alma que um dia habitou seu corpo

Que agora descansa em outro lugar que não seu quarto?

Um lugar de onde nunca mais voltará, não como antes.

É saudade da infância,

É saber que não nos veremos mais.

Dura foice da morte, porque veio parar aqui na minha vida?


Escrevi esse poema em fevereiro de 2003, quando meu avô se foi. Hoje, abril de 2010, 7 anos depois eu leio ele novamente com o mesmo pesar em meu coração . Fica com Deus ( e com o vovô, se possivel) vovó! Eu nunca fui boa em demonstrar sentimentos, mas eu TE AMO!

Anúncios

Ações

Informação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: